Projeto da bicicleta sem corrente

indice-geral

1 – Lista de materiais: (https://youtu.be/jbH3yR1IXnc)

  • 2 jogos de direção tipo standard de 25,4mm
  • 2 garfos (com ou sem amortecedor)
  • 2 rodas de frente (1 com catraca)
  • 1 catraca 14d
  • 1 guidão
  • 2 mesas ou avanços de guidão (aproximadamente 15cm)
  • 2 rolamentos 6000RS
  • 1 conjunto de pedivelas 3 peças, não pode ser bloco único nem com engrenagem. Podem ser 2 pedivelas esquerdos.
  • 2 pedais comuns
  • 1 banco/selim
  • 1 canote simples (bem barato pois vocês terão que serra-lo)
  • 1 castanha
  • 1 tubo de ferro ou aço de 1m para a criação do quadro.
  • Se você for o serralheiro, precisará de 1 tubo de aço de 4 a 5mm de espessura e uns 10 cm de comprimento para confecção do mancal. pode usar uma chapa de aço também

2 – Criando o quadro: (https://www.youtu.be/vUUAQZd89SU)

  • Como dito no primeiro vídeo, para a confecção do quadro precisaremos de um tubo de ferro/aço de aproximadamente 1m de comprimento.
  • Corte 2 pedaços de 12cm.
  • Depois corte mais 2 pedaços, 1 de 39cm e outro de 34cm.
  • O quadro será formado por esses 4 pedaços, e devem ser soldados da seguinte maneira: os 2 tubos menores ficarão na lateral, o tubo médio será a parte de cima e o tubo maior será a parte de baixo. O ângulo entre os tubos laterais e o tubo inferior deve ser de aproximadamente 115º. Esse ângulo influencia diretamente na distância entre as rodas da bicicleta. Se ficar um ângulo muito fechado as rodas podem bater entre si ou a bicicleta pode ficar muito instável.
  • E fica a dica: pessoas mais altas podem alterar o tamanho do quadro apenas mexendo no comprimento das 2 peças maiores, lembrando de sempre aumentar igualmente as duas partes para manter o ângulo de 115º.

3 – Roda traseira: (https://youtu.be/1k-qn18V0Zc)

  • A roda traseira é uma roda de frente porém terá catraca. Geralmente os raios das rodas com catracas são alinhadas um pouco fora do centro, no caso dessa bicicleta não teremos isso, o alinhamento é centralizado como uma roda de garfo.
  • Movimento de roda livre: é o que difere nossa bicicleta de um monociclo. A roda livre permite ao condutor descançar as pernas ou mesmo pedalar para trás sem que isso tracione a roda. Como os pedivelas estarão soldados ao eixo, para que a roda livre funcione, será necessário a criação de uma peça que conecte o eixo da roda à catraca. Essa peça ficará soldada ao eixo e encostada nos dentes da catraca (pode ser soldada a catraca também).
  • Colocação dos rolamentos: ver se a distância casa com a largura do garfo.
  • Soldagem de pedivelas ao eixo: se você soldar o pedivela ao eixo você não consegue mais usar a roda para outra finalidade, ela o eixo e os pedivelas se tornarão um bloco único. Eu tentei diversas formas de não soldar os pedivelas, tentei fazer peças com roscas para o eixo, tentei usar contra porcas etc, porém nada disso não funciona. A força das pernas acaba rompendo qualquer dessas coisas. Então a solução é definitivamente soldar os pedivelas ao eixo, lembrando que eles deve ficar com um ângulo de 180º entre si.
  • Os pedivelas são feitos para a caixa central da bicileta, que é mais alta que o eixo da roda, então pode ser necessário cortar os pedivelas e soldar as roscas mais abaixo.
  • Fica a dica: Nunca pense em soldar os rolamentos, isso estraga a proteção deles fazendo que enferrugem rapidamente comprometendo toda roda traseira. use porcas e arruelas para atingir a distância necessário com os rolamentos.

4 – Garfo traseiro: (https://youtu.be/cNQz-Angp-M)

  • O mancal é a peça que permite conectar o garfo aos rolamentos da roda traseira. Uma parte do mancal fica fixa ao garfo e outra parte envolve o rolamento.
  • Para criar 1 mancal, molde 2 pedaços de chapa para que tenham uma curvatura que se encaixe no rolamento, 1 chapa será a metade de cima e a outra a metade de baixo.
  • Lembre-se de deixar uma aba de cada lado da chapa para a colocação de parafusos que unirão as 2 metades apertando-as contra o rolamento. Repita o mesmo procedimento com os outros 2 pedaços de chapa.
  • Solde as 2 metades de cima nas pontas do garfo, meça com a roda traseira para saber se o encaixe com os rolamentos está ok e veja se a catraca não vai bater em alguma parte do mancal ou do garfo.
  • Fica a dica: Se você estiver utilizando um garfo com amortecedor, tome muito cuidado quando for solda-lo. O amortecedor é feito de ar comprimido, ao esquenta-lo corre o risco de vazar ou mesmo explodir! Avise o serralheiro para sempre resfriar a região do amortecedor com um pano encharcado e água corrente durante a soldagem.

Banco/Selim: EM BREVE


Montagem geral: EM BREVE

Deixe uma resposta


*